4 de junho de 2013

Garota estranha


Porque ela é 90% pacífica  meiga, e talvez á primeira vista ela seja a  atípica garota boazinha, e de certa forma, é sim.
Porque ela é do tipo que parece ser compreensiva ao extremo, que ama loucamente, que perdoa tudo( ou quase tudo), e que no fim acaba levando as coisas sozinha com a barriga nesse caminho que  parece interminável.
É esse tipo de garota que vive nos extremos, que quando , apesar do caminho longo, ele chega ao fim, ela simplesmente se vai, e nem adianta pedir que ela olhe para trás, porque não vai, e nem adianta dizer a ela que ela deixou algo para trás, porque agora não faz diferença, ela segue com o que ela tem, e é só disso que ela precisa.
Talvez por não ter sido levada tão a sério por tanto tempo, que ela aprendeu a mostrar que não se brinca com quem sabe a hora certa de jogar.
Sinto que ela devesse avisar antes que alguém queira se aventurar em meia tanta ternura - que ela é  o doce e o amargo, o fogo e o gelo, e não há ninguém que tenha tanto domínio das coisas, em meia tanta turbulência, do que ela mesma.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | free samples without surveys